Como a tequila é feita? – Quetzalli

Como a tequila é feita?

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE TEQUILA

Para quem acompanha o nosso nosso blog, tequila é um assunto recorrente, já que ela é o ingrediente principal da Quetzalli. Neste post, vamos falar, de forma resumida, sobre tudo o que sabemos sobre tequila. 

Vamos falar sobre a origem do destilado, os tipos de tequila que existem e também um pouco sobre o processo de produção. 

Se você se interessa em saber tudo sobre tequila, pode começar por aqui e depois se aventurar pelos outros posts sobre a bebida no nosso blog! Continue a leitura e entre nessa viagem com a gente.

Qual é a origem da tequila

A tequila é feita a partir de uma planta chamada Agave Tequilana Weber ou Agave Azul, como é mais conhecida. Mas não pense que dá pra fazer tequila no jardim de casa, ok? A planta apenas se desenvolve em terrenos com clima árido ou em solo vulcânico, além de demorar muitos anos para crescer por completo. 

As melhores condições que propiciam o crescimento do Agave são encontradas em “Tequila”. Na cidade, que fica no estado mexicano de Jalisco, é cultivada a Agave Azul e, hoje, é onde se abrigam algumas das principais fábricas de tequila do mundo. La Cofradia, por exemplo, é responsável pela exportação de tequila para diversos países.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE TEQUILA?

Se você acha que tequila é tudo igual, vai se surpreender com a variedade que a bebida tem. Na verdade, é possível classificá-la de vários jeitos. Podemos considerar, por exemplo, o grau de pureza. Nesse caso, temos a tequila e a tequila 100% agave. 

Na 100% agave, não ocorre a adição de açúcares de outros tipos de álcool durante a produção e possuem um sabor mais acentuado. Já na tequila, que antes era conhecida como tequila mista ou misturada, são adicionados açúcares de milho ou cana antes da fermentação. 

Outra classificação considera o tempo de envelhecimento. Quanto mais tempo a bebida passa nos barris, mais suave é o seu sabor. A sua coloração também tende a fica mais escura. Segundo esse critério, temos cinco tipos de tequila:

BLANCO OU PRATA

Não passam pelo envelhecimento; pode ficar em contato com o carvalho por até dois meses.

ORO OU JOVEN

Até 2 meses de descanso para as mistas, ou mistura de uma tequila Blanco 100% agave com outras com maior tempo de descanso.

REPOSADO

Ficam de 61 dias a 12 meses em descanso nos barris.

AÑEJO

Tequilas com no mínimo 1 ano de envelhecimento. Normalmente são 100% agave.

EXTRA AÑEJO

Passam no mínimo 3 anos em descanso em barris

A tequila também pode ter variações no gosto e aroma devido a certas particularidades do processo de produção. Os fabricantes podem adicionar especiarias que trazem um diferencial para a tequila.

COMO A TEQUILA É FEITA EM 6 PASSOS

Em parceria com o site Experience Agave, do especialista Clayton Szczech, trouxemos informações básicas sobre como a tequila é feita, para você virar um verdadeiro expert deste néctar dos deuses (pelo menos entre amigues). Vamos ao passo a passo:

1. Cultivo e colheita do agave

A tequila é feita a partir do agave azul. Essa planta demora de cinco a dez anos para atingir a sua maturidade e, quanto mais madura ela está, mais açúcares produz (o que resulta em uma tequila mais saborosa). O ideal é cultivá-lo por, no mínimo, 8 anos para se obter uma tequila de boa qualidade. O agave azul é colhido pelos jimadores, que corta e remove as folhas do agave e também a sua raiz. O que sobra da planta é a piña - pinha em espanhol - sua haste que se parece mesmo com um abacaxi gigante. Uma piña de agave azul maduro e saudável pode chegar a pesar 45kg e produzir até 8 litros de tequila!

2. Hidrólise

O agave azul possui carboidratos complexos, chamados de inulina, que precisam ser hidrolisados para se transformar em um tipo mais simples e fermentável de açúcar. Isto pode ser feito de duas formas: 

1. Método tradicional: feito de forma térmica, com o cozimento das pinhas no vapor. São colocadas em grandes fornos de tijolos ou em autoclaves de aço inoxidável para cozinhar diretamente no calor gerado pelo vapor. 

2. Difusor: Forma mais moderna, permite produzir mais tequila em menos tempo, através de reações químicas e enzimáticas dentro do difusor. Grandes marcas, como Jose Cuervo e Sauza, utilizam esse método, que barateia e dá velocidade à produção (apesar da perda de qualidade no produto final).

3. Extração

Depois de cozida, a piña do agave é triturada e enxaguada para separar o açúcar das fibras. Na maioria dos processos isso é feito em uma série de moinhos de rolo, mas alguns produtores utilizam a tahona, uma parede de pedras para a extração.

4. Fermentação

O líquido extraídos das piñas é diluído e bombeado para dentro de cubas ou tanques com leveduras que fermentam o açúcar e o transformam em álcool. É nessa fase que a tequila ganha aroma, sabor e corpo.

5. Destilação

O líquido fermentado possui baixo teor alcoólico e por isso é destilado. A tequila pode ser destilada em alambiques ou em modernas colunas de destilação. No caso da utilização dos alambiques, é necessário destilar a tequila duas vezes. A primeira dá origem a um líquido turvo com volume alcoólico entre 20% e 25%. Destilando este líquido mais uma vez se chega a uma tequila blanco, com volume alcoólico entre 35% e 55%.

6. Envelhecimento

Para se fazer tequilas envelhecidas, é necessário utilizar barris de carvalho.São os barris que trazem notas como baunilha e caramelo ao sabor final. Quanto mais tempo dentro dos barris, mais sabor e mais coloração são adquiridos!

Pronto! Depois dessa aula, você já pode dizer que entende como a tequila é feita, seja ela blanco ou extra-añejo. Agora, pegue sua dose, aprecie com moderação e nada de virar o shot em um gole só ;)   

Para saber mais sobre tequila, confira a nossa seção do blog dedicada a este destilado!

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Buscar nosso site

Carrinho de compras